PT
EN

HISTÓRIA DA CALÇADA PORTUGUESA

A visão sobre a influência histórica dos pavimentos até à Calçada Portuguesa como hoje a conhecemos.

A Calçada Portuguesa é o resultado do tempo e da visão dos povos, que por Portugal passaram e influíram, sobre a genialidade inventiva do Homem na sua permanente capacidade de regeneração e resposta aos desafios do seu tempo.

No ano de 195 a. C. o povo Romano ocupava Portugal e aqui desenvolvia o seu largo conhecimento técnico aplicando-o à melhoria das condições de vida. Nesta época foram construídas as vias romanas e da sua aprimorada técnica bebemos parte do conhecimento ainda hoje aplicado na calçada.

Mais tarde a herança muçulmana no nosso país, trouxe a capacidade ornamentativa, os motivos geométricos e os simbolismos inerentes a uma nova visão do mundo, criando unicidade na multiplicidade.

Na época dos descobrimentos Lisboa, a Capital do Império, conheceu a opulência e a modernização que as trocas globais de povos e bens permitiam, tendo sido pavimentadas a pedra e argila importantes artérias comerciais da cidade, iniciando-se também um processo de estetização dos espaços, fruto da riqueza que se vivia.

O terramoto de 1755 veio devastar todos os registos de pavimentação em pedra existentes, só mais tarde com a requalificação da cidade foi realizado o primeiro exemplo de Calçada Portuguesa no castelo de S. Jorge, pela mão do seu governador, grande conhecedor das técnicas romanas, entre 1840 e 1846. Um tapete de pedra que cercou toda o espaço e provocou grande impacto e aceitação na população Lisboeta, gerando romarias de pessoas a esta zona para apreciarem a beleza inebriante da novidade.

Também os governantes foram sensibilizados por esta obra do Tenente General Eusébio Cândido Pinheiro Furtado, impulsionando-os ao empreendimento de sucessivas obras de pavimentação e ornamento das ruas e praças que década após década sedimentaram uma identidade muito própria para a cidade de Lisboa.
Posteriormente esta arte chegou ao Porto, às principais cidades do país e passou fronteiras. Os portugueses colonizaram de beleza e técnica as ruas e praças de dezenas de países no mundo.

Ao longo dos séculos, este saber imemorial aglutinou-se para nos trazer aquilo que hoje conhecemos como Calçada Portuguesa que é na realidade histórica: uma calçada de memória portuguesa.

© Pinterest
Método de construção de uma Calçada Romana
© Javier Ramos
Conimbriga - pavimentos ornamentativos e motivos geométricos, em Coimbra PT
© Sociedade de Antiquários de Londres
Rua Nova dos Mercadores, Época dos Descobrimentos, Lisboa PT
© Wikimedia Commons
Praça do Rossio antes do Sismo de 1755, Lisboa PT
© Paulo Guedes
Castelo de São Jorge, Calçada em 1842, Lisboa PT
CONTEÚDO RELACIONADO
ORÇAMENTO
TIPO DE ORÇAMENTO*
Caso pretenda enviar um ficheiro anexo, por favor envie para info@roc2c.com.
NEWSLETTER
NEWSLETTER
ORÇAMENTO+
ORÇAMENTO+