PT
EN

HISTÓRIA DA CALÇADA PORTUGUESA

O termo "Calçada à Portuguesa", de forma geral, refere-se ao uso de pedras de calcário branco e preto assentes lado a lado com espaçamento mínimo entre as pedras. Existem, no entanto, inúmeras variações do conceito de calçada à Portuguesa que incluem alterações de cor, forma das pedras e tipo de assentamento.


Esta arte Portuguesa herdada em parte do povo Romano era utilizada como pavimento das primeiras estradas que interligavam as mais importantes cidades do grande império, Lisboa inclusive.

No séc XV, o empedrado começou também a ser levado em viagens náuticas Portuguesas como forma de conferir a estabilidade pretendida às caravelas nas suas viagens até novos territórios. Ao atracar num novo território, toda a pedra Portuguesa era retirada dos navios e assente nesta nova terra a fim de libertar espaço nas embarcações para os produtos da nova região.

Entre 1840 e 1846, Tenente General Eusébio Cândido Pinheiro Furtado impulsionou o assentamento de calçada à portuguesa fazendo uso da sua posição como governador do castelo de S.Jorge para ordenar a decoração do castelo com longos tapetes de calçada construídos por presidiários do castelo, chamados "guilhetas". Os lisboetas começaram a organizar romarias ao castelo para apreciar este novo tipo de pavimento, o que levou os monarcas a reconhecer a sua importância.

Pouco depois, em 1848, iniciou-se a pavimentação da Praça do Rossio. A primeira obra utilizando apenas calcário vidraço branco e preto desenhando o padrão intitulado "Mar largo" em homenagem aos descobrimentos.

Dada a popularidade da Praça do Rossio, foram depois construídas múltiplas praças utilizando o mesmo estilo de pavimento, nomeadamente: Largo de camões (1867), Príncipe Real (1870), Praça do Município (1876), Cais do Sodré (1894). Muitas destas praças foram sofrendo alterações estéticas ao longo do tempo.

A Avenida da Liberdade, começada em 1879, chega em 1908 ao Marquês de Pombal com tapetes de desenhos que transformaram Lisboa na cidade de referência deste tipo de pavimento. Esta avenida, inspirada no movimento da Art Nouveau continua original até aos dias de hoje.

Hoje, a Calçada à Portuguesa está espalhada por todo o mundo em cidades como Rio de Janeiro, Luanda, Maputo, Macau e Nova Iorque e alguns dos desenhos mais comuns incluem caravelas, rosas dos ventos, criaturas marinhas e padrões regulares.

CONTEÚDO RELACIONADO
ORÇAMENTO
TIPO DE ORÇAMENTO*
Caso pretenda enviar um ficheiro anexo, por favor envie para info@roc2c.com.
NEWSLETTER
NEWSLETTER
ORÇAMENTO+
ORÇAMENTO+